08
Jan 09

Conheço uma pessoa muito especial e diferente ao mesmo tempo. Chama-se Liliana, e é minha prima.

A Liliana era uma rapariga normal, bonita, alegre, divertida e sobretudo, feliz.

Certo dia, numa estrada traiçoeira, ela teve um acidente de carro, onde quem conduzia era o seu namorado. Este acidente fez com que ela fosse parar ao hospital, em estado grave.

A Liliana tinha acabado de parar num sono profundo, como se tivessse perdido a alegria e a força de viver.

A minha família e eu estavamos em estado de choque, embora eu, naquela altura, ainda fosse um pouco nova para perceber a gravidade da situação.

No entanto percebia bem que era um sofrimento enorme para todos nós, vê-la ali, deitada, e sem nada podermos fazer.

Esta situação durou pelo menos 5 semanas.

Foi de certeza dos piores momentos da nossa familia.

Mas a alegria voltou a surgir, quando a Liliana deu um sinal.

Tudo ia voltar ao normal depois de uns tempos de recuperação.

 

A Liliana voltou à rapariga que era, embora com algumas diferenças, físicas e psicológicas. Mesmo assim, tem uma vida normal. E acima de tudo, é feliz.

 

Dizem-me que sou parecida com ela, e isso deixa-me feliz, pois ela, é uma rapariga de forças, conseguiu passar tudo isto e voltar a ser a mesma pessoa. 

Posso dizer que admiro-a pela sua coragem.

 

 


Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
27
28
29
30
31


gaveta a sete chaves :D
Procurar :D
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO